Uma questão de gêneros #3 – Chick lit


 Olá! Na semana passada não tive tempo de preparar o post sobre gêneros literários, mas nessa damos continuidade! Hoje vou falar um pouco do Chick lit, aqueles livrinhos divertidos, geralmente finos e focados no público feminino. Falarei apenas dele, pois vou apresentar também alguns de seus subgêneros. Então, vamos lá?!

 Chick Lit

"é um gênero de ficção dentro da ficção feminina, que aborda as questões das mulheres modernas. São romances leves, divertidos e charmosos, que são o retrato da mulher moderna, independente, culta e audaciosa. A principal característica do Chick lit é a protagonista: que é do sexo feminino. Ela está, muitas vezes, tentando vencer (profissional e romanticamente) no mundo moderno. A idade dos personagens principais não importa, podem ser garotas do ensino médio até cinquentonas, suas histórias normalmente são bem humoradas e relatam o dia-a-dia da mulher moderna, sua rotina tripla, seus problemas amorosos, de peso, no trabalho, no namoro, no casamento, no divorcio."

O parágrafo acima define bem o gênero e traz algumas de suas principais características. São livros leves, divertidos (alguns são bem cômicos mesmo), protagonizados por mulheres. Esses romances chick lit buscam o entretenimento e diversão do leitor, e não o clamor da crítica ou premiações literárias. E tanto os autores, quanto leitores são em sua maioria mulheres.

“De Jane Austen a Marian Keyes, livros que caem no gosto das mulheres sempre existiram. E a chick-lit, que foca a mulher moderna, tem suas raízes no final dos anos 90. O grande responsável pelo boom do filão foi O Diário de Bridget Jones, de Helen Fielding, lançado em 1998, que mostra uma protagonista que tinha tudo para ser rejeitada: solteira na casa dos trinta anos, com uns quilinhos extras e pouca autoconfiança.”

É muitas vezes chamado pejorativamente de “literatura de mulherzinha”, e é um bom exemplo de livros 'ou ame ou odeie'. Muitos críticos os julgam como um gênero  fútil e com personagens superficiais, entretanto as fãs adoram e se identificam com vários dos problemas sofridos pela protagonista, talvez principalmente pelo fato dessa protagonista não ser o tipo de mocinha perfeita. Geralmente elas são mulheres bem reais, com problemas bem reais (embora apresentados de forma exagerada) como problema com a balança, relacionamento, família, trabalho, filhos e etc.

Algumas das autoras mais expressivas do gênero são Helen Fielding, com O Diário de Bridget Jones, Carrie Bradshaw, com Sex and the City que se tornou mundialmente conhecido com o seriado de TV protagonizado por Sarah Jessica Parker, Marian Keyes com uma infinidade de títulos como Melancia e A Estrela Mais Brilhante do Céu, Meg Cabot, autora de O diário da Princesa. No Brasil o gênero, ainda em ascensão, tem como um de seus principais nomes a mineira Paula Pimenta, que escreve mais para público adolescente e já é conhecida como a Meg Cabot do Brasil, seus principais títulos são as série Fazendo meu filme e Minha vida fora de série. Mas já temos novas autoras no ramo, abrindo seu caminho, e esse é caso de duas autoras parceiras aqui do blog, Janaina Barroso (Flor de Fogo) e Liana Cupini (Antes tarde que mais tarde).

Vários livros do gênero já foram adaptados ao cinema, como O Diabo veste Prada, O diário da princesa e O diário de Bridget Jones, e outros para a TV como Sex and the City e Gossip Girl. E aqui no Brasil, a autora Paula Pimenta já vendeu os direitos de adaptação da série Fazendo meu filme. Eu adoro o gênero e assumo, me divirto com os livros e filmes. 

Lá fora, especialmente Inglaterra e Estados Unidos, o gênero já é sucesso e as histórias vão além de livros sobre problemas de relacionamento e família, tendo títulos focados em drama, suspense, adolescentes, histórias sensuais e apimentadas e até mesmo sobrenaturais. E isso fez com o mercado criasse subgêneros para classificar os livros, embora um livro nunca seja apenas uma coisa só. Vamos ver alguns exemplos abaixo:

Subgêneros do Chick Lit

Teen  Chick Lit (Adolescentes)
Tem como foco o mundo adolescente e seus dramas, romances e percalços. São geralmente ambientalizados em colégios de ensino médio.
Ex: Diários da Princesa (Meg Cabot)

Mom Lit ('literatura de mamãe')
É o um subgênero que traz como temática principal a  maternidade de uma forma geral, da gravidez à criação dos filhos, mostrando um pouco de toda a responsabilidade e loucura que envolve a maternidade.
Ex: O Chá-de-Bebê de Becky Bloom, Uma cama para três.

Hen Lit
Tem como protagonistas mulheres mais velhas, geralmente do final dos quarenta aos sessenta
Ex. A vida sexual da minha tia, A terra Tremeu...

Wedding Lit (Casamento)
Livros focados em casamentos, no sentido da cerimônia em si.
Ex: As Listas de Casamento de Becky Bloom,

Glamour Lit
Aborda o mundo do glamour, e que tem a ver com a carreira ou estilo de vida da protagonista, ou cenário onde a trama se passa. É um dos subgêneros mais lidos dos chick lit’s.
Gossip Girl, Diabo Veste Prada.

Lad Lit
São os livros protagonizados por homens, e geralmente escrito por eles também.
Ex: Nick e Norah: uma noite de amor e musica, Alta Fidelidade

Single City Girl Lit (Garota solteira na cidade grande)
Conta a história de protagonistas solteiras que vivem em grandes cidades, e fala sobre sua carreira, paqueras amizades.
Ex: Sex and the city, Delírios de Consumo de Becky Bloom, A Rainha da Fofoca.

Bigger Girl Lit
Livros protagonizado por mulheres um pouco (ou muito) acima do peso, trazendo seus problemas amorosos, familiares, trabalho, e principalmente auto-estima.
Ex: O Diário de Bridget Jones, Tamanho 42 não é gorda.

Mystery Lit ou Thriller Chick Lit (Literatura chik lit de mistério e suspense)
Como o nome já diz, são livros sobre mulheres envolvendo mistérios e suspenses, e pode se misturar e confundir com os romances policiais, e também os sobre questões sobrenaturais..
Ex: Tamanho 42 não é gorda, A mediadora...

Fantasy Lit (Fantasia)
Mistura entre o chick lit e fantasia, podendo ter personagens sobrenaturais como fadas, vampiros, situações paranormais
Ex: A série A Mediadora.

Bom, por hoje é só e espero que tenham gostado. Pessoalmente eu adoro os chick lit, e nem imaginava que existiam todas possíveis classificações (e outras que não peguei, rs) antes de fazer essa pesquisa.

Beijos e um  ótimo fim de semana para todos.



13 comentários

  1. Oi flor, vim retribuir a visita. Muito fofo seu blog, já estou seguindo ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada Nita, seja bem vinda!
      bjus

      Excluir
  2. Oi, adorei o post. Chick Lit é um dos meus gêneros favoritos, adoro ;)

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie, vim visitar é desejar um ótimo fim de semana.
    Gostei do teu post de sabe os nomes em detalhe dos gêneros que leio, nem sabia. Rsrsrsrs


    Beliscões carinhosos da Máh :)
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  4. Gosto bastante desses gêneros
    Só não li nenhum desses ainda
    Mas conheço as autoras

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Bruna
    Eu adoro ler um Chick lit, eles são bem divertidos. Adoro a matéria que vc postou sobre Subgêneros do Chick Lit por que não sabia que tinha essa divisão. É lendo que se aprende...
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Kenia, fico feliz que gostou. Eu também não sabia, kkkkk, descobri os subgêneros quando fui pesquisar para essa postagem, rs
      bjus

      Excluir
  6. Olá. Parabéns pela postagem e pela coragem de ter um blog. Administro um e sei o quanto é exaustivo, mas é recompensador quando colhemos frutos. Estou seguindo seu. Siga o meu http//:gauchaopina.blogspot.com, se puder. Não custa nada.
    Estou buscando novos blogs para ler, e novos blogueiros para conhecer o meu. Escrevo uma série online, de mais de 200 textos, e posto muitas outras noticias. É como o nome já diz, Blog Planeta Curioso. Espero que goste de minha humilde página. Sua contribuição seguindo meu blog é muito importante. Enfim, gostei de sua página.
    Até mais... Obrigado. Aguardarei um comentário seu.
    De Carlos Augusto de Andrade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Carlos, seja bem vindo, e vou ir conhecer sua série com muito prazer.
      bjus

      Excluir
  7. Cada dia eu aprendo mais.
    Mas quantos subgeneros, hein!

    ResponderExcluir
  8. Eu meio que caracterizo todos os subgêneros iguais rsrs, mas é bem legal ler esse tipo de livro por que damos altas risadas

    bjos

    ResponderExcluir
  9. oi gente, obrigada pela visita. é bom saber que estão gostando de acompanhar a coluna
    bjus

    ResponderExcluir
  10. Eu amo chick-lits, principalmente da Marian Keyes e Meg Cabot.
    É um gênero divertido, engraçado e que sempre me surpreende.
    Adoro essa coluna.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...