[Resenha] No Limite da Ousadia - Katie McGarry

No limite da ousadia conta a história de Beth Risk, a amiga durona de Noah, de No limite da atração. Este livro é um spin-off, passando-se no mesmo universo do primeiro, com participações especiais de Isaiah, Noah e Echo. Se você já é fã de No limite da atração ou está descobrindo este mundo agora, certamente vai se deixar envolver pela paixão perigosa e arrebatadora de Beth e Ryan. Beth é uma garota durona e tatuada que precisa cuidar da mãe drogada. Quando ela assume um crime para salvar a mãe, seu tio, um rico esportista aposentado, consegue a guarda da sobrinha e a leva para começar uma vida nova na cidadezinha do interior em que ele mora. E assim Beth se vê morando com uma tia que não a quer e frequentando uma escola onde ninguém a compreende. Exceto um único cara, que não poderia ser mais diferente dela... Ryan é o menino de ouro — um badalado jogador de beisebol, filho de um dos casais mais influentes da cidade. Ele e seus amigos gostam de fazer apostas envolvendo desafios que devem cumprir, e Ryan nunca perde. Por fora o atleta popular que todo mundo adora, ele está prestes a aprender que nem tudo é o que parece. O que começa como uma aposta se torna uma atração irresistível que nem Beth nem Ryan haviam previsto. Sem se dar conta, o cara perfeito vai arriscar seus sonhos — e sua vida — pela garota que ama. E ela, que não deixa ninguém se aproximar, vai se desafiar a apostar todas as fichas nesse amor. Com aparições de Noah, Echo e Isaiah, de No limite da atração, este livro conta a história de um amor que vai se construindo aos poucos, num jogo sedutor de vulnerabilidade e confiança.

Série: Pushing The Limits #02
Editora/Ano: Verus/2014
Categoria: New adult
Skoob

Oi gente, tudo bem com vocês? A resenha de hoje é do segundo livro da série No Limite, e por enquanto o meu preferido, o Ryan me conquistou nas primeiras páginas do livro. E a Beth já foi apresentada no primeiro livro como amiga do Noah e do Isaiah.


Após mais uma confusão envolvendo a sua mãe, Beth se vê obrigada a ir morar com o seu tio, um famoso jogador de beisebol aposentado. Beth assumiu a culpa pela mãe e se sente responsável por ela, por isso abandonar tudo é tão difícil. Beth usa drogas, fala palavrão, e não liga para mais nada além de ajudar a sua mãe. Morar com o seu tio, significa que ela vai ter que se comportar melhor, e se dedicar aos estudos.

Ryan é a estrela do time de beisebol, e o seu pai coloca muito pressão para que ele se torne um jogador profissional. Ele não se importa muito com isso, já que é isso o que ele quer, ou ele achava isso até descobrir que pode ser um bom escritor e que a grandes possibilidades dele ir para a faculdade. Quando essa possibilidade e uma garota encrenqueira podem prejudicar o futuro do garoto de ouro, os problemas de sua família perfeita se tornam ainda maiores.

Beth e Ryan são o oposto um do outro, enquanto Beth vive atrás de confusão, Ryan faz de tudo para ficar de bem com todos. Mas um desafio dos colegas de time de Ryan faz com que ele se aproxime de Beth, e como ela não facilita as coisas, ela pede a ajuda dele para ver a sua mãe, já que o seu tio também parece gostar tanto do Ryan e essa é a única maneira dele não desconfiar dos seus planos.

Não gosto de perder. Está me ouvindo? Eu não perco, e isso inclui perder você. Já cansei de ficar no escuro. Cansei de achar que você vá escapar de mim. Você não vai se despedir assim.
Quando apareceu o desafio eu imaginei que isso seria a fórmula para um desastroso clichê, mas Ryan é um fofo e quando ele começa a gostar da Beth ele demonstra os seus sentimentos sem fazer joguinhos ou sem tentar tirar vantagem dela. Ryan não é o tipico popular mimado, ele é carinhoso, respeitador, praticamente um homem a moda antiga. O que rende grandes piadas da língua ferina da Beth.

- Você foi embora. Correndo. E o que eu fiz... A gente estava bêbado. Não fico bêbado e não me aproveito de garotas. Você saiu chateada. Eu passei dos limites, e o modo como você foi embora... Me desculpa.
Eu adoro a escrita da Katie e a forma como ela constrói os personagens, depois de derramar tantos elogios vocês já sabem que eu amo o Ryan, mas eu também gosto da Beth apesar de todo jeito fodão dela. Ela não é a típica garota sofredora, apesar de aparentar não se importar com nada, ela na verdade se esconde por medo de se machucar e ela acaba se metendo em mais confusões por ser imatura e não pensar nas consequências.

A diagramação do livro está bem feita, as folhas são amareladas e as letras são confortáveis. Nessa série a editora Verus usou as capas originais, e já publicou os quatro primeiros livros da série que por enquanto tem cinco livros e mais dois livros extras.

Se você gosta de new adults desse estilo, você vai se apaixonar pelos livros da Katie, nesse livro a autora abordou o preconceito, os vícios, e acima de tudo o amor da Beth pela mãe apesar da mesma a fazer passar por tantas coisas. Como esse livro é ambientado em uma cidade próxima da cidade do primeiro livro, os personagens aparecem pouco, mas é bom matar a saudade deles. 
Beijos.

12 comentários

  1. Oiii Elen, tudo bem?
    Por mais que sua resenha tenha ficado muito boa, pularei a dica, porque a obra não despertou meu interesse.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Já fico imaginando como é o Ryan deve ser um encanto, homens assim é difícil, espero que a Beth saiba dar valor kkk. Pelo visto os dois são bem diferentes, muito bom abordar esses temas que fazem parte da nossa vida é sempre bom relembrá-los.

    ResponderExcluir
  3. Eu não tenho muito interesse nessa série, nem no gênero, mas apesar dos pesares eu acho bastante interessante toda essa premissa de empoderamento feminino nos livros e tudo mais. Mas pela resenha que vi de outro livro da série, a autora parece usar da mesma fórmula pra fazer essas história. Seria uma pena se for assim. Mesmo assim, abraços e até mais.

    ResponderExcluir
  4. Oi Elen, esta é uma série que infelizmente ainda não tive oportunidade de ler, mas que me interessa sim, até pelos temas abordados, como neste caso o vício e o preconceito.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. eu acho a construção de personagens desses NA muito clichês, não dá pra mim... Ja tinha ouvido falar da série, mas definitivamente não é o tipo de leitura que me daria prazer em fazer... mas sei que muita gente curte...
    acho que o enredo fica sempre em segunda mão, tendo o romance como destaque... e romances, passo longe...

    bjs...

    ResponderExcluir
  6. Olá! Ótima resenha, mas confesso que não sou o público-alvo desses new adult. Infelizmente, ao meu ver, as personagens são pouco exploradas nesses romances. =(

    ResponderExcluir
  7. Então, como disse a amiga acima, acho que também não sou o publico alvo desse gênero rs, não curto muito essas histórias, acho um pouquinho clichê, mas a resenha está super bem escrita e aposto que vai conquistar pessoas que curtem o gênero.
    Bjs, Isa

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?

    Tenho uma relação de amor e ódio com new adults, pois são poucos os que realmente me interessam. Acaba achando que a maioria é "mais do mesmo", com poucas inovações, e isso me cansa. Gostei do fato de o personagem se descobrir escritor, mas a narrativa ainda parecem bastante com todas as outras... Então, eu passo. Não gostei da capa, porque acho que não sou o público que ela quer atingir.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Uau! Que capa é essa!?
    Não sou de ler o gênero mas este aí eu gostei, viu! Não li o primeiro livro. Mas agora me interessei... rsrs...


    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. OI!

    Não li o primeiro, então vi essa resenha bem por alto.
    Não sei se esse tema me agradaria, vivo fugindo dele. rsrs

    Beijos, Thay.
    http://www.leitoranamoda.com

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Ainda não pude ler essa série de livros, mas só escuto coisas boas dela. Tenho muita vontade de ler todos esses livros. Achei bacana neste livro a relação de Beth e Ryan e espero que ele possa ajuda-la a ser uma pessoa melhor. Eles tem a combinação certa kkk
    Espero poder ler esse livro m breve!

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  12. Oi Elen!
    Terminei de ler esse livro agora e tb gostei, mas meu preferido continua sendo o primeiro pq eu amei o Noah e a história dele com os irmãos. Mas concordo qnt ao Ryan, uma graça de menino, super respeitador, sem joguinhos. Como a autora cria garotos fofos né? hahahaha. Tb gosto mto da escrita dela, agora vou ler o próximo ;)

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...