[Resenha] Convergente (Divergente#3) – Veronica Roht

Convergente é o terceiro e último livro da Trilogia Divergente. Confira as resenhas dos anteriores: Divergente e Insurgente. Não vou colocar a sinopse do livro aqui, porque contém spoilers, mas quem quiser conferir, acesse no skoob, aqui. E todos podem ler a resenha tranquilos, pois esta resenha Não tem spoilers.

Título original: Allegiant

Série: Série Divergente #3

Editora: Rocco

Ano: 2013

Categoria: Distopia, juvenil

Nota: 4/5




E a Trilogia Divergente chega ao fim. E que fim foi esse??!! Polêmico, intenso, controverso. Muitos já sabem, pois tem spoiler rolando desde o final do ano passado, mas fiquem tranquilos que eu não vou falar nada a respeito aqui. Acho sacanagem contar o final de um livro, então imagina o final de uma série!

Convergente começa alguns dias após o final de Insurgente, mas logo a autora nos situa sobre tudo que aconteceu nesse período. A confusão na cidade continua intensa, as revelações feitas em Insurgente causam um misto de curiosidade e negação, e o caos continua instalado.

Esse livro segue um ritmo diferente dos anteriores. Enquanto Divergente e Insurgente foram intensos, dinâmicos e acelerados, Convergente é bem mais morno e parado. Isso não me agradou muito, mas percebi que era necessário, pois esse é um livro de explicações e revelações. As questões levantadas nos livros anteriores são finalmente resolvidas. Descobrimos toda a realidade por trás da distopia, e tivemos algumas explicações tão necessárias. Embora não todas. Houve uma coisa que foi super importante em toda a série, que não foi explicada. E isso me incomodou muito. E também tem a tal explicação do “Mundo”, que não me convenceu tanto assim, acho que poderia ter sido melhor.

Convergente traz uma dupla narração, intercalando Tris e Tobias. Isso foi legal de um lado, pois nos permitiu conhecer melhor o Tobias, seus medos e dramas, e acompanhar de forma mais completa os acontecimentos desse último livro. Porém, em alguns momentos, eu me perdi, sem saber quem estava narrando, porque a autora não diferenciou o jeito de escrita de um para o outro, e isso foi prejudicial.
Pensei que “Divergente” explicasse tudo o que sou e tudo o que posso ser. Talvez eu estivesse errada.
Tris – pg. 130

E por falar em Tris e Tobias, meus lindos protagonistas enfrentaram ainda mais crises de relacionamento e confiança nesse livro. Pra mim, o grande personagem da série foi sem dúvida a Tris. Desde o primeiro livro ela está lutando para saber quem é de verdade, aonde pertence e quais valores seguir. Acompanhamos esse conflito interno até sua final compreensão. Ela cresceu muito ao longo da série, e em Convergente está mais madura e confiante, e continua tão perspicaz, corajosa e leal como sempre. É de longe minha personagem favorita da saga, e fico tão, mas tão feliz de poder dizer isso, porque as protagonistas dos livros juvenis tendem a me irritar, mas a Tris não. Já o Tobias, esse sim me irritou em alguns momentos do livro, e ficou muito tempo com um mimimi danado, resmungando e choramingando. Mas ele ainda é o meu Quatro, e eu acabei perdoando.
E eu sei, sem que ninguém precise me dizer, que é isso que o amor faz quando é certo. Ele torna você algo maior do que é, maior do que acredita ser capaz de ser.
Tris – pg. 411

Já em Insurgente, começamos a perceber quais são as verdadeiras questões por trás da série, qual é seu verdadeiro foco, e aqui a coisa fica mais clara. À princípio, eu pensei que seria a questão ideológica que envolve essa sociedade tão rígida. Mas, então fui percebendo que a coisa era mais profunda, e envolve uma questão psicológica intensa. É impossível descrever o real foco da série sem dar spoilers, então vou parar por aqui, rs. 

E acho que foi por esse motivo que eu não me revoltei com o final do livro, como muitos fãs. Tudo, desde o primeiro livro, levava àquele fim. Foi o mais coerente e lógico possível, e com certeza é o que vai tornar essa série ainda mais inesquecível. Ainda mais porque Convergente é um livro bem inferior aos seus antecessores, e acredito que teria dado só três estrelas, senão fosse ESSE final. O final que muitos odiaram, foi o que salvou Convergente de ser 'esquecível' diante dos dois anteriores.

Desta forma, mesmo não tento gostado tanto de Convergente, como dos anteriores, no resumo da ópera, considerando a série como um todo, só posso dizer que amei! A saga fechou com chave de ouro, e se consagrou como uma das minhas sagas juvenis favoritas.

Não preciso mais reviver meus medos. Tudo o que preciso fazer agora é tentar superá-los.
Tobias – pg. 82

Sobre o trabalho da editora Rocco, mais uma vez só tenho a elogiar. A revisão está muito bem feita, sem erros, as páginas amareladas e linhas espaçadas tornam a leitura mais agradável. E a capa, como as anteriores, linda e super bem trabalhada, com  detalhes em auto-relevo.

Recomendo demais, tanto o livro, quanto a série. Só não recomendo o Quatro, porque não sou adepta a dividir meus amores literários, :), podem me chamar de Piriguete Literária Possessiva, não ligo, rs.

Beijos


.

33 comentários

  1. Eu quero e ao mesmo tempo tenho medo..rs de ler este livro, eu amei os dois primeiros. Mesmo a Tris me irritando muito em vários pontos.
    Eu sei o que acontece no final...ai estes Spoilers que rolam solto, não vou contar aqui claro rs. Mesmo sabendo ainda quero terminar a serie, acho muito bom que neste o Tobias também tenha 'voz' queria muito saber o que ele pensa, agora vou matar minha curiosidade, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é bom, não chega aos pés dos outros dois, mas é bom. E o final é de matar (de ódio, de raiva, de surpresa, de emoção, dependo do leitor, kkkk)
      beijos

      Excluir
  2. Todas as minhas amigas que leram, falaram que ela estraga o final, mas ai vem você falando que foi uma boa história... #confusa. kkkkkkkkkk PRECISO MUITO ler Convergente!
    Tobias é um amor! Só não gostava dele no começo de Divergente, não sei por que. Achava que ele era amigo do Eric, sei lá! kkkkkkkkkkkkkk.

    Um beijo,
    Lê.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Letícia, eu não acho que o final estraga. Pelo contrário, acho que ele salva o livro, senão Convergente teria sido beeem fraquinho
      beijos

      Excluir
  3. Bru! Eu ainda não li Convergente, mas também acabei descobrindo o final (culpa de spoiler) mas mesmo não lendo eu já entendo.

    Four é o Four. Divergente foi minha melhor leitura de 2013 e tenho certeza que entrara para minhas séries favoritas. Acho que Verônica fez um trabalho excelente e digno.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raiva desses spoilers! Eu consegui escapar, mas imaginei o que acontecia antes do final, porque fica imaginando algo que muitos odiariam, kkkk

      Excluir
  4. Sai que o Quatro é meeeeeu haha! Vamos brigar aqui u.u
    Eu ganhei Convergente da minha amiga (<3) e estou enrolando muito pra ler porque, cara é o final, depois que eu terminar minha vida será um saco, kkk então ainda estou na metade, mas foi que o que você falou, está bem parado mesmo, cheio de revelações e tal...
    Também achei a Tris mais madura e o Tobias muito besta e chato kkk, a relação deles(pelo menos até agora) está um tanto estranha.. Mas verei o fim né?
    Ótima resenha, parabéns..
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Sabe que mesmo com toda essa repercussão da história eu nem ao menos sabia do que se tratava a série? Tenho vontade de ler, mas acho que só porque é muito falado. Gostei da resenha, mesmo tendo boiado um pouco na história.

    Beijinhos!

    Bia, Blog Escrevendo Mundos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para quem curte distopias, é uma ótima série, leia sim :)
      beijos

      Excluir
  6. Ainda bem que é a ultima resenha da trilogia pq ainda não li nenhum pois meu Divergente ainda não chegou :( i eu aqui lendo todas as resenhas da trilogia... ta querendo mi matar de vontade é???
    Como sempre mi deixou com mais vontade ainda de devorar a trilogia. Ficou tipo perfeita essa resenha e principalmente por um fato não contem spoilers.
    Ainda não li o livro mais o Quatro é meu aquele lindo, nossa muito dlç o do filme <3 rsrsrs
    Eu taro praticamente todos os personagens literários caso com eles também sofro com eles sabe é amor eterno mais vai ter que dividir o Quatro cmg :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dividir? Pirou? Ele é meu!!!
      kkkkkkkkkkk

      Excluir
  7. Também acho sacanagem contar os melhores acontecimentos de um livro. Sacanagem das grandes.
    Que bom que gostou. É gostoso terminar uma série gostando dela. É normal também não querermos dividir nossos amores..rs

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém que me entende! Brigadão Lê, por entender meu egoísmo com o Four, kkkk

      Excluir
  8. Hey
    Confesso que o final desse livro foi o que me deixou curiosa sobre a série.
    Acabei descobrindo pelo Facebook o que acontecia e sei como é chato isso mesmo...

    Mas em vez de me deixar frustada, só fez aflorar minha curiosidade haha

    bjs e uma ótima terça
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu teria morrido de ódio se tivesse lido o spoiler, mas também leria o livro mesmo assim, rs

      Excluir
  9. Oi Bru, tudo bem?

    No geral tb considero a série boa. Mas individualmente achei Convergente um livro para ser descartado. Talvez não por inteiro, mas boa parte dele. A série tem um ritmo maravilhoso e em Convergente tudo cai, as pontas ficam soltas e, mew, sério que é TÃO simples assim acabar com a guerra com uma simples conversa? Não, aquilo não me convenceu.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei Convergente fraco. A explicação do mundo não me convenceu muito. Gostei da ideia por trás de tudo, pelo menos

      Excluir
  10. Oi, Bruna
    Gosto muito da série Divergente, é uma das minhas preferidas. O livro Convergente teve uma leitura mais lenta, mas eu gostei do final. Também fiquei um pouco confusas com os capítulos alternados, não conseguia distinguir qual era o personagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse ponto de vista duplo foi bom, mas mega confuso mesmo, rs. Fazer o que?
      beijos

      Excluir
  11. Realmente tem muita gente que se revoltou com o sinal da série. Eu ainda não li nenhum dos livros, mas imagino que apesar de ser inesperado, não seja assim tão ruim ou tão inesperado. A autora parece ser fascinante e certamente não faria um final sem sentido.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de junho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A autora escreve muito bem sim, e eu gostei do rumo que ela deu para a história. O final foi lógico! Não me deixou feliz, mas entendi os porquês

      Excluir
  12. Dá pra acreditar que até hoje ainda não li nenhum dos livros da série? As vezes até me sinto um peixe fora dágua... rsrs
    Sua resenha foi muito boa, apesar de não dar tantos detalhes para não soltar spoilers.
    Fiquei bem curiosa em conhecer Tris e saber porque ela se tornou sua personagem favorita.

    Bjok

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu me sentia assim também, rs. Demorei a ler a série, e recomendo muito
      beijos

      Excluir
  13. Li apenas Divergente, mas Insurgente será a minha próxima leitura.
    Fiquei feliz em saber que a Tris cresceu bastante ao longo dos volumes. Já gostava bastante dela e da sua personalidade. Que pena que Quatro ficou cheio de mimimi =/
    Infelizmente fiquei sabendo do spoiler de Convergente. Mas mesmo assim vou ler os 2 livros e fechar a trilogia =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim! Mesmo sabendo o final, é bom ver como tudo levou a ele, rs
      beijos

      Excluir
  14. Ainda não consegui sair do 1º livro :(
    Não entendo como um monte de gente pode adorar e eu não consigo continuar a ler.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Bruna,

    Ainda não me recuperei de Convergente, tanto que ainda não consegui escrever a resenha da série para o meu blog.
    Concordo com você quando diz que a narrativa alternada entre Tris e Four te deixou meio perdida, também fiquei.
    O final apesar de triste é bem compreensível.
    Sou suspeita pra falar dessa série. Amo o Four!!!
    Bjks

    Blog Coração de Tinta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu também Patty, acho que nossa opinião sobre a série é bem parecida, rs
      beijos

      Excluir
  16. Oi Bruna !

    è tipo sacanagem os livros dessa série serem tão caros , há muito tempo eu venho querendo conhecer essa história e sofro a cada nova resenha porque a curiosidade está me matando , mas fazer o que , o dinheiro ta curto e eu tenho outras séries pra terminar antes de começar novas, mas enfim, eu amei sua resenha e achei super legal você não ter deixado nenhum spoiler :)

    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, fico feliz que gostou da resenha, rs
      Fica de olho nas promoções, essa semana mesmo a série estava saindo a menos de 60 reais!

      beijos

      Excluir
  17. Não li a resenha pq ainda não li a série
    Quero ler primeiro pra depois ver o filme
    Por isso nem fui ao cinema ver
    o pobreza rsrsrs

    ResponderExcluir
  18. Uma pena que o último livro da série não foi tão bom como os anteriores. Acho que o que salvou foi mesmo esse final de impacto que a autora fez. Gosto desses autores corajosos. Eu agora preciso ler logo pra ver esse final coerente, mas polêmico ao mesmo tempo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...