[Resenha] Desaparecida - Catherine McKenzie

Emma Tupper não existe mais. E por que não, então, inventar uma nova Emma Tupper? “Só poeira. É como se eu tivesse sido apagada. Transformada em cinzas.” Quem nunca sonhou em recomeçar a própria vida do zero? A jovem advogada Emma Tupper se vê diante dessa oportunidade quando volta para casa, após passar seis meses desaparecida na África. Surpresa, percebe que todos acreditam que ela estava... morta. Emma descobre que sua antiga vida foi apagada. O apartamento onde vivia acaba de ser alugado para um novo inquilino, o misterioso fotógrafo Dominic. No escritório de advocacia, no qual construía uma carreira brilhante com chances de concorrer ao cargo de sócia, sua rival Sophie se apossou não só de seus clientes e de sua sala, mas também de seu namorado, Craig. Enquanto tenta resolver o caos no qual seu mundo se transformou, Emma se questiona: ela era feliz antes de sua viagem à África? Tinha valido a pena se sacrificar tanto em nome do trabalho? Amava Craig de verdade? Queria mesmo ter aquela vida de volta? Romântico e espirituoso, Desaparecida revela a envolvente trama de uma mulher à procura de si mesma.

Título Original: Forgotten
Editora: Leya Brasil
Ano: 2014
Categoria: Chick Lit, romance
Nota: 3/5

Olá amores, tudo bem?

A resenha de hoje é do livro Desaparecida, que recebi no formato ebook, como cortesia da Editora Leya Brasil. Vamos lá?


Emma Tupper é uma advogada em franca ascensão. Ela é trabalhadora, esforçada e está prestes a se tornar sócia da firma de advocacia onde trabalha. No campo amoroso, as coisas também parecem bem, uma vez que está em um relacionamento estável com o também advogado Craig. Porém, a morte da mãe a desestabiliza, e decidida a realizar o último desejo de sua amada mãe, Emma embarca em uma viagem para a África.

A viagem que deveria ter durado um mês, acaba por se estender a seis, após um terrível terremoto na região onde Emma estava a deixar isolada e incomunicável. E ao retornar a sua cidade, ela descobre que nada era como antes: há um novo morador em seu apartamento, sua melhor amiga está incomunicável após embarcar para a África atrás dela, há outra pessoa ocupando seu escritório e cuidando de seus casos, e seu noivo já está com outra. E tudo isso por um simples e ao mesmo tempo complicado motivo: Após o terremoto, Emma foi dada como morta.

Desaparecida, supostamente morta. Como é possível? Por que alguém iria pensar que eu morri?

A “volta dos que não foram” de Emma não foi nada fácil, ela tem que se readaptar a sua própria vida e aprender a conviver com todas as mudanças. E no meio do caos ela encontra um porto seguro em Dominic, o homem que é o novo morador de seu apartamento, e que permite que ela fique hospedada com ele. Dominic é um fotografo encantador, desses homens únicos e especiais. Ele teve um sério problema que o levou a terminar seu noivado na véspera do casamento, e a sair de casa procurar um novo apartamento na véspera de natal. E a relação entre ele e Emma é muito fofa.

Muitas situações vividas por Emma são bem divertidas e vemos que ela mudou um pouco seu modo de viver e de ver as coisas com a experiência vivida. Porém, admito que esperava um livro mais reflexivo e dramático, e não algo leve e com nuances de chick lit.

A vida não espera. Você em de fazer acontecer. Você tem de vivê-la enquanto ela está acontecendo ao seu redor. A vida segue em frente.

Desaparecida é um livro bem leve, a narração é em primeira pessoa, e a escrita bem fluida. Gostei do livro, porém terminei com uma sensação de que faltou algo. Além do fato de que esperava algo mais profundo, acho que o livro mostrou pouco do quanto essa experiência realmente mudou a Emma, e no final, não ficou claro o motivo de sua mãe desejar tanto que ela fizesse essa viagem, e olha que isso foi algo que a protagonista questionou o livro todo.

A capa do livro é uma gracinha, e gostei do trabalho feito com o título, separando as sílabas de duas em duas e dando um destaque para o trecho PARE, uma vez que o “desaparecimento” de Emma serviu para faze-la parar e refletir um pouco sobre alguns aspectos de sua vida. A revisão da Editora Leya está muito bem feita e não percebi a presença de erros de tradução e revisão.

Recomendo o livro para os fãs de chick lit e os que curtem leituras leves e tranquilas.

Beijos



.

17 comentários

  1. Nossa tadinha da Emma foi dada como morta, perde o noivo o apartamento...
    Bom saber que é um livro leve, é um bom livro para se intercalar livros mais dramáticos. Com certeza irei ler.
    *-*

    ResponderExcluir
  2. Eu goste da sinopse deste livro e agora estou curiosa para entender melhor essa história. Este livro parece ser bem o estilo de leitura que eu gosto.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Bru, tudo bem?

    Nossa, vc me surpreendeu quando falou que a leitura desse livro era leve. Achava que seria algo mais pesado. Bom saber =) Vou ler quando tiver tempo

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a resenha.
    Eu leria esse livro esperando saber o que a levou a fazer a viagem, mas como essa informação não é dada, então fiquei com o pé atrás com relação à obra.

    Gisele Bizarra (comentando como anônima, pois estou em aula vaga no computador da escola XD)
    http://amberbladesbibliotecadospovos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiee

    Também achei a leitura do livro super leve mas não curti o Dominic rsrs ele é muito tonto kkkk

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Bruna eu gostei desse livro, bem agradavel de ler né!

    ResponderExcluir
  7. Bruna, é complicado quando nossa vida está no ápice ou até mesmo no padrão, balanceada, aí surgem coisas que nos destroem completamente, como no caso da morte. Essa é a pior coisa que existe. O livro deve ser carregado de emoções, embora tenha uma leitura leve. Gostei dessa mistura.

    ResponderExcluir
  8. estou doida por este livro ! nunca li um livro em q a protagonista é dada como morta , e isso foi oq mais me atraiu ! a protagonista ter q começar a vida ela do zero ! concerteza quero ler !

    ResponderExcluir
  9. Oi Bruna. Adorei a resenha. Já tinha visto a capa desse livro, mas não sabia do que se tratava. Agora que li a sua resenha já o coloquei na minha listinha de indicações. :D Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Tenho um pouco de curiosidade em ler este livro.
    Não gosto quando termino um livro com a sensação de que faltou algo.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Vi a entrevista da escritora, e não sabia que seria tão criativa assim, a viajem fez bem mesmo!
    Achei bem como posso dizer.. tenso, por todos acharem que Emma estava morta, e que tudo de seu passado foi completamente apagado. Parece ser um livro de reflexão mesmo .
    Achei a capa uma graça também, bem criativa e cheia de cores, uma edição muito bem feita.
    Beijos Bruna, ThaynáQ.

    ResponderExcluir
  12. ué, não fala o porquê da viagem? Que falha. Tenho vontade de ler esse livro, principalmente depois que eu soube que a autora se inspirou numa história real.

    ResponderExcluir
  13. O que me chamou mais a minha atenção que a viagem foi uma forma de realizar um desejo de sua mãe, achei isso uma atitude muito linda e corajosa, mais um livro para a lista de 2015.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Bruna.

    Tenho que ler esse livro pra resenhar, já até coloquei no Kobo e cadê a coragem pra começar? Na verdade eu comecei e parei ele. Fui le Outlander, Meu Jamie lindo de morrer.
    Eu li até a parte que ela volta e tem outra pessoa no antigo apartamento dela. Então eles vão se envolver. Uma coisa que me deixou meia de cara foi que eu pensei que teria muito mais África no livro e me parece que não. Pois, esse mês ainda termino e resenho. \o/
    As vezes curto leituras mais leves, mas meus favoritos são os dramas. <3

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Até mais.

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse livros, e sinceramente não gostei muito da sinopse dele. Deixou a desejar em alguns pontos!

    ResponderExcluir
  16. Hehe, parece ser um livro excelente para as ressacas literárias rsrs.
    Mesmo você achando que faltou algo, por ser chick lit não acho que merecia ser tão profundo, dica anotada.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, e volte sempre!
Comente, opine! Cometários são sempre bem vindos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...